Viajar! Por quê?

Cervejarias Trapista.jpg      Cervejarias Trapista

Mosteiros e as Cervejarias Trapista

Viajar Precisa de motivo? Claro que não! Qualquer motivo é suficientemente forte para viajar. Porque não viajar para conhecer as cervejarias na Europa. Por qual País começar?

Segundo a VT comece pela Bélgica, Viviana berço das cervejarias Trapistas, mas o que é cervejaria Trapista? É uma ordem católica de monges que seguem a regra Beneditina que prega obediência, pobreza, humildade e silêncio, conciliando a vida monástica entre o trabalho, o estudo e a meditação. Eles resolveram fabricar produtos para poderem sustentar as abadias com a venda. Existem 171 mosteiros trapistas no mundo apenas oito são autorizados a marcar suas cervejas com o selo de autenticidade trapista.

Alguns mosteiros.

Cervejarias Trapista rochefort.jpg

 Rocheforte: Abadia de Notre-Dame de Saint-Rémy, localizado próximo à cidade de Rochefort na Bélgica produz a cerveja Trappistes Rochefort. Produz três cervejas de altíssima qualidade. São elas: Trappistes Rochefort 6, Trappistes Rochefort 8 e a Trappistes Rochefort 10. A Ordem Cisterciense observa o voto de pobreza. Não há ostentação de riqueza, nem mesmo em seus templos.

Abadia de St. Benedictus.jpg

Achel: produzida pelos monges da Ordem Trapista da Abadia de St. Benedictus, também conhecida como Achelse Kluis, que significa convento de Achel. A Abadia foi construída em 1648 por monges Holandeses na cidade de Achel fronteira com a Holanda. Você encontra cinco tipos de cerveja na Abadia:

-Achel Blond 5%: servida direto do barril e disponível somente na Abadia.
-Achel Bruin 5%: servida direto do barril e disponível somente na Abadia.
-Achel Blond 8%: disponível em garrafas de 330 ml, lançada em 2001.
-Achel Bruin 8%: disponível em garrafas de 330 ml, lançada em 2001.
-Achel Extra Bruin (9,5%): disponível em garrafas de 750 ml, lançada pela primeira vez em 2003 para celebrar o Natal.

Orval: Fundada no século XII pela Condessa Matilde da Toscana, a Abadia Notre Dame d’Orval já foi destruída duas vezes (em 1252 por um incêndio e na Revolução Francesa) antes de iniciar sua produção de cerveja, em 1931, sob os comandos do mestre-cervejeiro Pappenheimer. A Abadia fica na localidade de Villers-Devant-Orval, no sul da Bélgica bem na divisa com a França, as construções se misturam com os estilos Belgas e Franceses vale a pena visitar. E a única Abadia que produz apenas um tipo de cerveja Belgian Specialty Ale (eufemismo para cervejas sem estilo definido produzidas na Bélgica) com um sabor bastante amarga e seca, vale a pena experimentar e saber se vai amar ou odiar.

Westmalle.jpg

Westmalle: A abadia de Westmalle foi fundada em 1794, na região de Flandres no norte belga, o abade Martinus Dom deu início à construção de uma pequena cervejaria  em 1836 onde produz uma cerveja mais leve. Os religiosos começaram a vender as cervejas na porta do monastério em 1856, à demanda aumentou ano a ano, e a cervejaria teve que ser continuamente renovada.

Todas as cervejas trapistas possuem características comuns: Elas são de fermentação alta (Ale), fermentadas na garrafa e algumas secas, mas a maioria é doce e todas fortes. Vale a pena o passeio, pelas cervejas, pela beleza do lugar, a cultura e a história.

Uma resposta a Viajar! Por quê?

  • Fabricio disse:

    Olá Alberto!

    Sou o Fabrício, do site verdejava.com.br, que você visitou e comentou no fim da semana passada.
    Fico muito feliz por ter gostado de nosso conteúdo que, com pouco tempo e muito carinho vamos aprimorando.
    Pode ficar a vontade para utilizar e publicar sobre nosso site. Além do mais, peço a gentileza que mande uma imagem para que coloquemos em nossa área de parceiros.

    Um grande abraço e parabéns também pelo seu blog com muitos lugares legais que também gostaríamos de conhecer!

    Viajar é tudo de bom né ?!?!

    Fabrício

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

.